terça-feira, 19 de março de 2013

As riquezas de Cristo são autoridade

" É impossível fazer de cada membro um corpo completo; cada um de nós tem de aprender a permanecer na posição de membro e aceitar as operações dos outros membros. O que os outros vêem e ouvem é como se eu visse e ouvisse. Aceitar as operações dos outros membros é aceitar as riquezas da Cabeça. Nenhum membro pode dar-se ao luxo de ser independente, uma vez que cada um membro do corpo; tudo o que fizerem os outros membros é considerado como operação do corpo.
O problema de hoje é que a mão insiste em ver, mesmo depois que o olho já viu. Cada um deseja ter tudo em si mesmo, recusando aceitar a provisão dos outros membros. Isto cria pobreza para o próprio membro e também para à igreja. A autoridade é apenas uma outra expressão das riquezas de Cristo. Só aceitando sua autoridade as funções dos outros - aceitando sua autoridade - recebe-se a riqueza de todo o corpo. Submeter-se à autoridade dos outros membros é possuir suas riquezas. A insubordinação cria pobreza. "Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso" (Mt 6:22); se o teu ouvido é bom, todo o corpo ouvirá.
Geralmente interpretamos mal a autoridade como algo que nos oprime, nos magoa, nos perturba. Deus não tem um conceito assim. Ele usa autoridade para suprir nossas falhas. Sua motivação para instituição da autoridade é conceder-nos suas riquezas e suprir as necessidades dos fracos. Ele não quer que você fique anos a fio esperando e atravesse muitos dias negros e cheios de sofrimento antes que seja capaz de ver por si mesmo. A essa altura você poderá ter levado muitos para as trevas. Na verdade,  você transformaria num cego. Que prejuízos Deus sofreria por seu intermédio! Não, primeiro ele opera na vida de outro, e opera de maneira total, para poder colocar essa pessoa como autoridade sobre você para que você aprenda a obediência e possua o que nunca possuiu antes. A riqueza dessa se torna sua riqueza. Se você fizer vista grossa a este procedimento divino, ainda que viva cinquenta anos ficará muito atrás do que aquela pessoa alcançou.
A maneira pela qual Deus nos garante a sua graça é dupla; às vezes, embora seja raro, concede-nos a sua graça diretamente; na maioria das vezes ele no-la concede indiretamente - Isto é, Deus coloca sobre nós irmãos e irmãs na igreja que são mais desenvolvidos espiritualmente para que aceitemos o julgamento deles como nosso. Com isto nos tornamos aptos a possuir as riquezas deles sem que passemos por dolorosas experiências. Deus depositou muita graça na igreja, em particular, tal como cada estrela tem a sua próprio glória. Assim, a autoridade apresenta as riquezas da igreja. A riqueza de cada membro é a riqueza de todos. Rebelar-se é preferir o caminho da pobreza. Resistir à autoridade é rejeitar os meios da graça e da riqueza."
 
Extraído do livro: Autoridade Espiritual - Watchmam Nee
 

Um comentário:

Ruth Berthold disse...

Amém, que preciosa palavra!