quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Nem todo dia é "dia de três biscoitos"

"E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres."

Mateus 26:39

Certa noite, durante o devocional da família, chamei minhas filhas para se sentarem à mesa e coloquei um prato diante de cada uma. No centro da mesa coloquei uma variedades de alimentos: frutas, legumes crus e alguns biscoitos. "Todos os dia", expliquei, "Deus nos prepara um prato de experiências. De que tipo de prato vocês mais gostam?".
A resposta foi fácil. Sara colocou três biscoitos no prato. Alguns dias são assim, não é mesmo? Alguns dias são "dia de três biscoitos". Muitos não são. Às vezes, nosso prato contém apenas legumes - 24 horas de aipo, cenoura e abobora. Evidentemente, Deus sabe que precisamos de energia, e, embora a porção seja difícil de engolir, é para nosso bem, certo? Na maioria dos dias, porém, temos de tudo um pouco: legumes, que são saudáveis, mas sem graça; frutas, que são mais saborosas e apreciamos muito; e até mesmo um biscoito, que contribui pouco para nossa nutrição, mas muito para nossa atitude...
Na próxima vez que houver mais biscoitos que torta de maça em seu prato, lembre-se de quem prepara a refeição. E na próxima vem em que houver em seu prato uma porção que você ache difícil de engolir, converse com Deus sobre isso, Jesus conversou.

Livro: A Grande casa de Deus - Max Lucado
 

Nenhum comentário: