quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Amigo Fiel


31 de outubro: Dia da Reforma Protestante

No dia 31 de outubro é comemorado por evangélicos de todo o mundo o dia da Reforma Protestante.
É preciso comemorar a Reforma Protestante, que foi o pivô de uma mudança significativa na forma de adorar e conhecer a Deus e ao Salvador Jesus Cristo. Mas essa comemoração precisa ser consciente, buscando entender o que foi, como foi, o que significa, o que é preciso voltar às origens, o que é preciso renovar.

Conheça as 95 teses:

1. Ao dizer: "Fazei penitência", etc. [Mt 4.17], o nosso Senhor e Mestre Jesus Cristo quis que toda a vida dos fiéis fosse penitência.
2. Esta penitência não pode ser entendida como penitência sacramental (isto é, da confissão e satisfação celebrada pelo ministério dos sacerdotes).
3. No entanto, ela não se refere apenas a uma penitência interior; sim, a penitência interior seria nula se, externamente, não produzisse toda sorte de mortificação da carne.
4. Por consequência, a pena perdura enquanto persiste o ódio de si mesmo (isto é a verdadeira penitência interior), ou seja, até a entrada do reino dos céus.
5. O papa não quer nem pode dispensar de quaisquer penas senão daquelas que impôs por decisão própria ou dos cânones.
6. O papa não tem o poder de perdoar culpa a não ser declarando ou confirmando que ela foi perdoada por Deus; ou, certamente, perdoados os casos que lhe são reservados. Se ele deixasse de observar essas limitações, a culpa permaneceria.
7. Deus não perdoa a culpa de qualquer pessoa sem, ao mesmo tempo, sujeitá-la, em tudo humilhada, ao sacerdote, seu vigário.
8. Os cânones penitenciais são impostos apenas aos vivos; segundo os mesmos cânones, nada deve ser imposto aos moribundos.
9. Por isso, o Espírito Santo nos beneficia através do papa quando este, em seus decretos, sempre exclui a circunstância da morte e da necessidade.
10. Agem mal e sem conhecimento de causa aqueles sacerdotes que reservam aos moribundos penitências canônicas para o purgatório.
11. Essa cizânia de transformar a pena canônica em pena do purgatório parece ter sido semeada enquanto os bispos certamente dormiam.
12. Antigamente se impunham as penas canônicas não depois, mas antes da absolvição, como verificação da verdadeira contrição.
13. Através da morte, os moribundos pagam tudo e já estão mortos para as leis canônicas, tendo, por direito, isenção das mesmas.
14. Saúde ou amor imperfeito no moribundo necessariamente traz consigo grande temor, e tanto mais quanto menor for o amor.
15. Este temor e horror por si sós já bastam (para não falar de outras coisas) para produzir a pena do purgatório, uma vez que estão próximos do horror do desespero.
16. Inferno, purgatório e céu parecem diferir da mesma forma que o desespero, o semidesespero e a segurança.
17. Parece necessário, para as almas no purgatório, que o horror devesse diminuir à medida que o amor crescesse.
18. Parece não ter sido provado, nem por meio de argumentos racionais nem da Escritura, que elas se encontrem fora do estado de mérito ou de crescimento no amor.
19. Também parece não ter sido provado que as almas no purgatório estejam certas de sua bem-aventurança, ao menos não todas, mesmo que nós, de nossa parte, tenhamos plena certeza disso.
20. Portanto, por remissão plena de todas as penas, o papa não entende simplesmente todas, mas somente aquelas que ele mesmo impôs.
21. Erram, portanto, os pregadores de indulgências que afirmam que a pessoa é absolvida de toda pena e salva pelas indulgências do papa.
22. Com efeito, ele não dispensa as almas no purgatório de uma única pena que, segundo os cânones, elas deveriam ter pago nesta vida.
23. Se é que se pode dar algum perdão de todas as penas a alguém, ele, certamente, só é dado aos mais perfeitos, isto é, pouquíssimos.
24. Por isso, a maior parte do povo está sendo necessariamente ludibriada por essa magnífica e indistinta promessa de absolvição da pena.
25. O mesmo poder que o papa tem sobre o purgatório de modo geral, qualquer bispo e cura tem em sua diocese e paróquia em particular.
26. O papa faz muito bem ao dar remissão às almas não pelo poder das chaves (que ele não tem), mas por meio de intercessão.
27. Pregam doutrina mundana os que dizem que, tão logo tilintar a moeda lançada na caixa, a alma sairá voando [do purgatório para o céu].
28. Certo é que, ao tilintar a moeda na caixa[1], pode aumentar o lucro e a cobiça; a intercessão da Igreja, porém, depende apenas da vontade de Deus.
29. E quem é que sabe se todas as almas no purgatório querem ser resgatadas, como na história contada a respeito de São Severino e São Pascoal?
30. Ninguém tem certeza da veracidade de sua contrição, muito menos de haver conseguido plena remissão.
31. Tão raro como quem é penitente de verdade é quem adquire autenticamente as indulgências, ou seja, é raríssimo.
32. Serão condenados em eternidade, juntamente com seus mestres, aqueles que se julgam seguros de sua salvação através de carta de indulgência.
33. Deve-se ter muita cautela com aqueles que dizem serem as indulgências do papa aquela inestimável dádiva de Deus através da qual a pessoa é reconciliada com Ele.
34. Pois aquelas graças das indulgências se referem somente às penas de satisfação sacramental, determinadas por seres humanos.
35. Os que ensinam que a contrição não é necessária para obter redenção ou indulgência, estão pregando doutrinas incompatíveis com o cristão.
36. Qualquer cristão que está verdadeiramente contrito tem remissão plena tanto da pena como da culpa, que são suas dívidas, mesmo sem uma carta de indulgência.
37. Qualquer cristão verdadeiro, vivo ou morto, participa de todos os benefícios de Cristo e da Igreja, que são dons de Deus, mesmo sem carta de indulgência.
38. Contudo, o perdão distribuído pelo papa não deve ser desprezado, pois – como disse – é uma declaração da remissão divina[2].
39. Até mesmo para os mais doutos teólogos é dificílimo exaltar simultaneamente perante o povo a liberalidade de indulgências e a verdadeira contrição.[3]
40. A verdadeira contrição procura e ama as penas, ao passo que a abundância das indulgências as afrouxa e faz odiá-las, ou pelo menos dá ocasião para tanto.[4]
41. Deve-se pregar com muita cautela sobre as indulgências apostólicas, para que o povo não as julgue erroneamente como preferíveis às demais boas obras do amor.[5]
42. Deve-se ensinar aos cristãos que não é pensamento do papa que a compra de indulgências possa, de alguma forma, ser comparada com as obras de misericórdia.
43. Deve-se ensinar aos cristãos que, dando ao pobre ou emprestando ao necessitado, procedem melhor do que se comprassem indulgências.[6]
44. Ocorre que através da obra de amor cresce o amor e a pessoa se torna melhor, ao passo que com as indulgências ela não se torna melhor, mas apenas mais livre da pena.
45. Deve-se ensinar aos cristãos que quem vê um carente e o negligencia para gastar com indulgências obtém para si não as indulgências do papa, mas a ira de Deus.
46. Deve-se ensinar aos cristãos que, se não tiverem bens em abundância, devem conservar o que é necessário para sua casa e de forma alguma desperdiçar dinheiro com indulgência.
47. Deve-se ensinar aos cristãos que a compra de indulgências é livre e não constitui obrigação.
48. Deve ensinar-se aos cristãos que, ao conceder perdões, o papa tem mais desejo (assim como tem mais necessidade) de oração devota em seu favor do que do dinheiro que se está pronto a pagar.
49. Deve-se ensinar aos cristãos que as indulgências do papa são úteis se não depositam sua confiança nelas, porém, extremamente prejudiciais se perdem o temor de Deus por causa delas.
50. Deve-se ensinar aos cristãos que, se o papa soubesse das exações dos pregadores de indulgências, preferiria reduzir a cinzas a Basílica de S. Pedro a edificá-la com a pele, a carne e os ossos de suas ovelhas.
51. Deve-se ensinar aos cristãos que o papa estaria disposto – como é seu dever – a dar do seu dinheiro àqueles muitos de quem alguns pregadores de indulgências extorquem ardilosamente o dinheiro, mesmo que para isto fosse necessário vender a Basílica de S. Pedro.
52. Vã é a confiança na salvação por meio de cartas de indulgências, mesmo que o comissário ou até mesmo o próprio papa desse sua alma como garantia pelas mesmas.
53. São inimigos de Cristo e do Papa aqueles que, por causa da pregação de indulgências, fazem calar por inteiro a palavra de Deus nas demais igrejas.
54. Ofende-se a palavra de Deus quando, em um mesmo sermão, se dedica tanto ou mais tempo às indulgências do que a ela.
55. A atitude do Papa necessariamente é: se as indulgências (que são o menos importante) são celebradas com um toque de sino, uma procissão e uma cerimônia, o Evangelho (que é o mais importante) deve ser anunciado com uma centena de sinos, procissões e cerimônias.
56. Os tesouros da Igreja, a partir dos quais o papa concede as indulgências, não são suficientemente mencionados nem conhecidos entre o povo de Cristo.
57. É evidente que eles, certamente, não são de natureza temporal, visto que muitos pregadores não os distribuem tão facilmente, mas apenas os ajuntam.
58. Eles tampouco são os méritos de Cristo e dos santos, pois estes sempre operam, sem o papa, a graça do ser humano interior e a cruz, a morte e o inferno do ser humano exterior.
59. S. Lourenço disse que os pobres da Igreja são os tesouros da mesma, empregando, no entanto, a palavra como era usada em sua época.
60. É sem temeridade que dizemos que as chaves da Igreja, que foram proporcionadas pelo mérito de Cristo, constituem estes tesouros.
61. Pois está claro que, para a remissão das penas e dos casos especiais, o poder do papa por si só é suficiente.[7]
62. O verdadeiro tesouro da Igreja é o santíssimo Evangelho da glória e da graça de Deus.
63. Mas este tesouro é certamente o mais odiado, pois faz com que os primeiros sejam os últimos.
64. Em contrapartida, o tesouro das indulgências é certamente o mais benquisto, pois faz dos últimos os primeiros.
65. Portanto, os tesouros do Evangelho são as redes com que outrora se pescavam homens possuidores de riquezas.
66. Os tesouros das indulgências, por sua vez, são as redes com que hoje se pesca a riqueza dos homens.
67. As indulgências apregoadas pelos seus vendedores como as maiores graças realmente podem ser entendidas como tais, na medida em que dão boa renda.
68. Entretanto, na verdade, elas são as graças mais ínfimas em comparação com a graça de Deus e a piedade da cruz.
69. Os bispos e curas têm a obrigação de admitir com toda a reverência os comissários de indulgências apostólicas.
70. Têm, porém, a obrigação ainda maior de observar com os dois olhos e atentar com ambos os ouvidos para que esses comissários não preguem os seus próprios sonhos em lugar do que lhes foi incumbidos pelo papa.
71. Seja excomungado e amaldiçoado quem falar contra a verdade das indulgências apostólicas.
72. Seja bendito, porém, quem ficar alerta contra a devassidão e licenciosidade das palavras de um pregador de indulgências.
73. Assim como o papa, com razão, fulmina aqueles que, de qualquer forma, procuram defraudar o comércio de indulgências,
74. muito mais deseja fulminar aqueles que, a pretexto das indulgências, procuram fraudar a santa caridade e verdade.
75. A opinião de que as indulgências papais são tão eficazes a ponto de poderem absolver um homem mesmo que tivesse violentado a mãe de Deus, caso isso fosse possível, é loucura.
76. Afirmamos, pelo contrário, que as indulgências papais não podem anular sequer o menor dos pecados venais no que se refere à sua culpa.
77. A afirmação de que nem mesmo São Pedro, caso fosse o papa atualmente, poderia conceder maiores graças é blasfêmia contra São Pedro e o Papa.
78. Dizemos contra isto que qualquer papa, mesmo São Pedro, tem maiores graças que essas, a saber, o Evangelho, as virtudes, as graças da administração (ou da cura), etc., como está escrito em I.Coríntios XII.
79. É blasfêmia dizer que a cruz com as armas do papa, insigneamente erguida, eqüivale à cruz de Cristo.
80. Terão que prestar contas os bispos, curas e teólogos que permitem que semelhantes sermões sejam difundidos entre o povo.
81. Essa licenciosa pregação de indulgências faz com que não seja fácil nem para os homens doutos defender a dignidade do papa contra calúnias ou questões, sem dúvida argutas, dos leigos.
82. Por exemplo: Por que o papa não esvazia o purgatório por causa do santíssimo amor e da extrema necessidade das almas – o que seria a mais justa de todas as causas –, se redime um número infinito de almas por causa do funestíssimo dinheiro para a construção da basílica – que é uma causa tão insignificante?
83. Do mesmo modo: Por que se mantêm as exéquias e os aniversários dos falecidos e por que ele não restitui ou permite que se recebam de volta as doações efetuadas em favor deles, visto que já não é justo orar pelos redimidos?
84. Do mesmo modo: Que nova piedade de Deus e do papa é essa que, por causa do dinheiro, permite ao ímpio e inimigo redimir uma alma piedosa e amiga de Deus, mas não a redime por causa da necessidade da mesma alma piedosa e dileta por amor gratuito?
85. Do mesmo modo: Por que os cânones penitenciais – de fato e por desuso já há muito revogados e mortos – ainda assim são redimidos com dinheiro, pela concessão de indulgências, como se ainda estivessem em pleno vigor?
86. Do mesmo modo: Por que o papa, cuja fortuna hoje é maior do que a dos ricos mais Crassos, não constrói com seu próprio dinheiro ao menos esta uma Basílica de São Pedro, ao invés de fazê-lo com o dinheiro dos próprios fiéis?
87. Do mesmo modo: O que é que o papa perdoa e concede àqueles que, pela contrição perfeita, têm direito à plena remissão e participação?
88. Do mesmo modo: Que benefício maior se poderia proporcionar à Igreja do que se o papa, assim como agora o faz uma vez, da mesma forma concedesse essas remissões e participações cem vezes ao dia a qualquer dos fiéis?
89. Já que, com as indulgências, o papa procura mais a salvação das almas do que o dinheiro, por que suspende as cartas e indulgências, outrora já concedidas, se são igualmente eficazes?
90. Reprimir esses argumentos muito perspicazes dos leigos somente pela força, sem refutá-los apresentando razões, significa expor a Igreja e o papa à zombaria dos inimigos e fazer os cristãos infelizes.
91. Se, portanto, as indulgências fossem pregadas em conformidade com o espírito e a opinião do papa, todas essas objeções poderiam ser facilmente respondidas e nem mesmo teriam surgido.
92. Portanto, fora com todos esses profetas que dizem ao povo de Cristo "Paz, paz!" sem que haja paz!
93. Que prosperem todos os profetas que dizem ao povo de Cristo "Cruz! Cruz!" sem que haja cruz![8]
94. Devem-se exortar os cristãos a que se esforcem por seguir a Cristo, seu cabeça, através das penas, da morte e do inferno.
95. E que confiem entrar no céu antes passando por muitas tribulações do que por meio da confiança da paz.

O dia em que Martinho Lutero, em 1517, pregou publicamente as 95 teses, na porta da Igreja do Castelo de Wittenberg, na Alemanhã. As 95 teses, todas com embasamento, eram um protesto que desafiou os ensinamentos da Igreja Católica Romana, colocando em questionamento principalmente a natureza da penitência, a autoridade do Papa e da utilidade das indulgências. Seu apelo era por mudanças significativas, e para alguns é considerado um herói, por resgatar a pregação do verdadeiro Evangelho, bem como o resgate da Bíblia e do verdadeiro Salvador, Jesus. Tal atitude de Matinho Lutero repercurtiu em toda Europa, mudou a Igreja e deu origem às igrejas cristãs, que se espalharam por todo o mundo. Por isto estas igrejas, posteriores a Reforma Protestante, são conhecidas como igrejas protestantes, assim como a batista.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Amémmm!!! Glória a Deus!!! O/


Melhor é Dar


Rastros de Amor

"Quem vê de longe não sabe, não sabe o quanto eu chorei
Quem vê de longe não sabe o caminho estreito no qual passei
Pra seguir as pegadas de Cristo, rastro de quem me amou
Quem vê de longe não sabe, não sabe o que eu já vivi
Quem vê de longe não sabe, não sabe o quanto aprendi
Quem vê de longe não sabe o caminho,
que Deus me ajudou trilhar
Pra deixar as pegadas na areia
E assim outros pudessem passar,
Assim outros pudessem passar
Rastros de amor, foi o que eu segui
Rastros de amor, quero deixar aqui
Acima de todo o brilho do mundo, o exemplo é o que deve ficar
Para que aqueles que seguem
Meus passos nunca venham a se desviar
Rastros de amor, foi o que eu segui
Rastros de amor, quero deixar aqui
Acima de todo o brilho do mundo, o exemplo é o que deve ficar
Para que aqueles que seguem meus passos
Nunca venham a se perder
E como Jesus possam ser
Quem vê de longe não sabe..."

Asaph Borba

Terças de João 3:30 hihihi

"E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se #humilhar, e #orar, e #buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.
Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar."

2 Crônicas 7:14-15

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

O Meu Louvor é Fruto - Asaph Borba

"O meu louvor é fruto do meu amor por ti Jesus,
De lábios que confessam o teu nome
É fruto de tua graça e da paz que encontro em ti
E do teu Espírito que habita em mim
Que habita em mim

Ainda que as trevas venham me cercar,
Ainda que os montes desabem sobre mim
Meus lábios não se fecharão,
Pra sempre hei de te louvar

Ainda que cadeias venham me prender
Ainda que os homens se levantem contra mim
Meus lábios não se fecharão
Pra sempre hei de te louvar"

As promessas do Senhor não passam!!!!



"A promessa de Deus é bem maior do que o Deserto. O deserto passa mas a promessa não."

Nelsom Junior

sábado, 26 de outubro de 2013

Minha alma.

"Porém Ana respondeu: Não, senhor meu, eu sou uma mulher atribulada de espírito; nem vinho nem
bebida forte tenho bebido, porém tenho derramado a minha alma perante o SENHOR."

1 Samuel 1:15

Tu é Jesus amigo verdadeiro, que tenho conhecido na vida dos meus irmãos.


sexta-feira, 25 de outubro de 2013

As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos...

"Minha alma certamente disto se lembra, e se abate dentro de mim.
Disto me recordarei na minha mente; por isso esperarei.
As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim;
Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade.
A minha porção é o Senhor, diz a minha alma; portanto esperarei nele.
Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca.
Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do Senhor.
Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade.
Assente-se solitário e fique em silêncio; porquanto Deus o pôs sobre ele.
Ponha a sua boca no pó; talvez ainda haja esperança.
Dê a sua face ao que o fere; farte-se de afronta.
Pois o Senhor não rejeitará para sempre.
Pois, ainda que entristeça a alguém, usará de compaixão, segundo a grandeza das suas misericórdias.
Porque não aflige nem entristece de bom grado aos filhos dos homens."

Lamentações 3:20-33

Grace For Me - The Michael Gungor Band


Mulheres que fazem a diferença saindo da indiferença.

Deus nestes dias tem chamado nós mulheres, para vivermos um novo tempo, um tempo de diferença
neste dias de mulheres tão iguais, conformadas, seguindo o curso das massas, e em consequência...ia disto mergulhadas e um mundo de indiferença e isolamento, onde só há lugar para si mesma, ignorando a Deus e a todos em volta.
Mas em Malaquias 3.18 Deus diz: “ E outra vez verei a diferença entre aquele que serve a Deus e aquele que não serve a Deus”. Ele está dizendo claramente que existe uma diferença visível e notória na vida de toda mulher que O serve, está é a visão e o desejo de Deus para cada uma de nós, nascemos para dar certo, para sermos referencial, para sermos uma fonte inesgotável, uma carta lida por todos e o bom perfume de Cristo.
Então amada, neste ano que esta acabando e nesse que se inicia temos um grande desafio diante de nós, o de fazermos a diferença saindo da indiferença, vamos acreditar quando todos desistirem, vamos insistir quando todos desistirem, vamos amar quando todos odiarem, vamos continuar falando a verdade até que a justiça de Deus se manifeste, vamos crer no impossível, vamos manter a esperança quando todos a perderem, vamos nos calar quando todos murmurarem, vamos sair das cavernas, vamos estender as mãos, sair da zona de conforto, vamos ser sal da terra e luz do mundo.
Você pode, eu posso e juntas poderemos muito mais, faremos a diferença saindo da indiferença em o nome de Jesus. Sabe querida a palavra diz que o mundo aguarda com grande expectativa a manifestação dos filhos de Deus.

Deus conta com você, o desafio está lançado.

Mensagem enviada pela nossa querida leitora Taty.


Fonte: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=535756276518638&set=a.283297628431172.66313.228458970581705&type=1&theater

Banquete memorável: um bom papo!

Para se preparar uma boa conversa devemos utilizar alguns excelentes temperos. O principal de todos é ouvir. Saber calar e ouvir. Ouvir em fogo brando. O calor de palavras ácidas pode queimar, estragando o diálogo. Algumas palavras são calmante, mas quando empregadas com sarcasmo podem corroer muito.
O escárnio, a zombaria está, intimamente ligado, à ironia. Há um intuito mordaz, por vezes até cruel de ferir o outro. Este não é um tempero adequado para nenhuma conversa, e sim para um ataque.
O ouvir é não é trabalhoso nem pode ser apressado. Importante tirar totalmente a tampa do coração, permanecendo o máximo que puder com a mente aberta. A pressão alta no diálogo destrói o entendimento, assim como a fervura pode estragar o sabor de se estar junto, pode comprometer o gosto do carinho.
Caso empole com algum mal entendido use a colher da paciência até que fique tudo bem esclarecido. O simples fato de repetir, explicando algumas palavras pode esclarecer, e muito. Podemos ter entendimentos diferentes para a mesma expressão.
Lembre-se, se o que você está conversando for composto de muitos ingredientes secos e pesados, é indispensável untar antes com muita oração. Buscar graça e misericórdia do Pai, assim evita fervura desnecessária:
“Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens,” 1 Timóteo 2:1.
O molho indispensável para que qualquer quitute fique bem lembrado é composto de muita compreensão. Coloque-se no lugar outro, imagine o que o outro teve que suportar, suponha que estão de papéis trocados(mas só suponha!). O que pode passar no coração do outro? Quanto da história do outro pode estar influenciando-o? Será que você saberia se comportar diferente? O que dá um sabor muito agradável a este molho é a misericórdia.
“O que torna agradável o homem é a sua misericórdia.” Provérbios 19:22
Agora, para que este momento se transforme em um banquete memorável, acrescente muitas pitadas de alegria. Dê muita gargalhada dos seus erros, das suas mancadas e dos seus micos. Com os furos e equívocos do outro, só dê a risadas se o próprio assim o fizer.
Bom papo para vocês. Deguste sem moderação e glorifiquem ao melhor de todos os ouvintes, nosso Deus e Pai.

Fonte: http://www.pelamanha.com/ - 75 dias: banquete memorável: um bom papo!

Sem turbulências na comunicação.

Uma das formas de competir bastante agressiva está na comunicação. Na conversa do homem com
sua mulher. Ambos, já crescidinhos pensam que sabem dialogar, mas com certa facilidade começam a falar de forma codificada. Compartilha-se um pensamento esperando que o outro entenda o que se deseja dizer.
O “brincar” de falar por códigos só serve quando os dois sabem que estão numa divertida e alegria brincadeira por um determinado tempo. Pois, se um começa externar suas necessidades e expectativas de forma codificada, com certeza ficará frustrado. Frustrado porque quando o outro não corresponde, não se alcança o que se esperava.
O coração, que é desesperadamente corrupto, começa a acreditar que o amado, a amada, está com barreiras: não quer atender aos desejos solicitados, aos sonhos contados. Surge a turbulência na vida do casal.
— Mas eu falei, você que não quis me ouvir.
— Não, porque você não é clara?
Não podemos deixar que o inimigo ponha a pata dele dentro de nosso relacionamento. Não podemos deixar que raposinhas venham devastar nosso jardim secreto. A comunhão, a comunicação de um casal deve ser sempre muito bem protegida, cultivada e regada com oração.
Se você está com dificuldade de se expressar, comece exatamente por isso. Não acuse, confesse. Peça ajuda. Caso você escute que o outro está com bloqueio no diálogo contigo, não se aborreça nem se defenda. Observe se não é exatamente você quem está criando está dificuldade. Ore, busque do Pai de todas as línguas graça e sabedoria para sempre falar a verdade em amor.
“Mas, falando a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo” Efésios 4:15
Falar, não vomitar. A verdade, não os códigos criados. Amar e não competir.
“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.” Provérbios 15:1
Com palavras carameladas de amor devemos falar sempre a verdade uns aos outros. Não precisamos suscitar amargor no outro. Falemos, conversemos tudo, sempre prontos para ouvir.

Fonte: http://www.pelamanha.com/ - 76 dias: sem turbulências na comunicação

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

...




Eeeeee Retiro Chegando!!! FalaDeus!!


A Canção do Amor / Quero me Apaixonar - Diante do Trono - Gravação do CD...


Nem por brincadeira…

A criatividade de Deus não tem fim. A impressão digital de um homem é bem diferente da de qualquer outro. Podemos ser parecidos, mas cada um tem sua própria forma de ser. Agora se
comparado com uma mulher…
Não, o maior erro de todos é fazer este tipo de comparação. O Criador fez tudo perfeito, com suas diferenças: o dia da noite, o sol da lua, o céu da terra, e, o homem da mulher. Cada um com suas características próprias. Todos bem diferentes. Não podemos comparar nem permitir que haja competição dentro da criação de Deus.
Deus fez cada um com funções distintas e diferentes. Assim como não dá para comparar o azeite com o vinho, também não dá para comparar o homem com a mulher, nem a mulher com o homem. Muito menos dentro de um casamento.
Além desta impossibilidade, a comparação irá despertar uma competição dentro entre o esposo e a esposa. Quando o casal começa a disputar dentro do casamento está demonstrado que não entendeu nada do que Deus determinou para cada um. Não compreendeu ou, pior ainda, estão se rebelando contra o Criador.
A comparação corrói o conceito que cada um tem de si mesmo e do outro. Dispara críticas a criação de Deus. Leva a reivindicação de atitudes por parte do outro sem misericórdia, sem graça, sem amor. Pode colocar uma fissura dentro do relacionamento até o ponto do rompimento. Desaparece a graça, a alegria. Surge a implicância a chateação.
Nem por brincadeira permita que você entre em disputa com o seu próximo, sua esposa, seu esposo. Fomos feitos para completar o outro e não para dividir. Perca para ganhar. Doe para ter. Perdoe para ser perdoado. Sirva para ser servido. Ame para ser amado.
“Quem acha a sua vida perdê-la-á; quem, todavia, perde a vida por minha causa achá-la-á.” Mateus10:39

Fonte: http://www.pelamanha.com/ 

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Eis que assim será abençoado...

Bem-aventurado aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos.
Pois comerás do trabalho das tuas mãos; feliz serás, e te irá bem.
A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa; os teus filhos como plantas de oliveira à roda da tua mesa.
Eis que assim será abençoado o homem que teme ao Senhor.
O Senhor te abençoará desde Sião, e tu verás o bem de Jerusalém em todos os dias da tua vida.
E verás os filhos de teus filhos, e a paz sobre Israel.

Salmos 128:1-6

Michael Gungor - Ancient Skies (Legendado)


Case com uma mulher que saiba cozinhar, porque a beleza um dia acaba...a fome não! kkkkkk 2


Transformação Extrema - Helena Tannure


Sê vigilante!

E ao anjo da igreja que está em Sardes escreve: Isto diz o que tem os sete espíritos de Deus, e as sete estrelas: Conheço as tuas obras, que tens nome de que vives, e estás morto.
Sê vigilante, e confirma os restantes, que estavam para morrer; porque não achei as tuas obras perfeitas diante de Deus.
Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei.
Mas também tens em Sardes algumas poucas pessoas que não contaminaram suas vestes, e comigo andarão de branco; porquanto são dignas disso.
O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.
Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.

Apocalipse 3:1-6

"É necessário que ele cresça e que eu diminua." Jo3:30

 
 
 

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Exemplos no Senhor.

Esta amada é um exemplo claro de obediência ao Senhor, Francia depois de anos estudando no Brasil, voltou para o Haiti com a sua mãe morta no terremoto que assolou este pais, sem casa, comida...obedeceu e hoje tem colhido o fruto de sua obediência.
Que o Senhor guarde esta querida.

Deus é fiel!!

As Lágrimas que Ninguem Viu - Diante do Trono


Vc não é inadequada!!!

O vídeo que o Senhor me lembrou, uma semana atrás.
Que o senhor traga cura nas nossas vidas.
Amém!!!


Amémmm!!! Glória a Deus!!! O/


Seja o Centro - Diante do Trono

Seja o centro, seja o tudo
Em meu coração, Senhor
Seja a vida em meu peito
Cada dia aqui e eternamente

Jesus, Jesus,
Jesus, Jesus,

Seja o sol que me aquece
Em meu coração, Senhor
Seja a força que me sustenta
Cada dia aqui e eternamente

Jesus, Jesus,
Jesus, Jesus,

Meu tesouro
Minha razão de viver
Meu anseio
É te conhecer
Pois não há outro igual a ti
A quem tenho eu além de ti
És minha vida, és a fonte, Jesus

Jesus, Jesus,
Jesus, Jesus,

Seja o centro, Seja o tudo
Em meu coração, Senhor
Seja a vida em meu peito
Cada dia aqui e eternamente

Jesus, Jesus,
Jesus, Jesus,


sábado, 19 de outubro de 2013

Obrigada Pai!!

"O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor;
Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados;
O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;
Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.
E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.
E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.
Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse,
E que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra, como as que estão nos céus.
A vós também, que noutro tempo éreis estranhos, e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora contudo vos reconciliou
No corpo da sua carne, pela morte, para perante ele vos apresentar santos, e irrepreensíveis, e inculpáveis,
Se, na verdade, permanecerdes fundados e firmes na fé, e não vos moverdes da esperança do evangelho que tendes ouvido, o qual foi pregado a toda criatura que há debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, estou feito ministro.
Regozijo-me agora no que padeço por vós, e na minha carne cumpro o resto das aflições de Cristo, pelo seu corpo, que é a igreja;
Da qual eu estou feito ministro segundo a dispensação de Deus, que me foi concedida para convosco, para cumprir a palavra de Deus;
O mistério que esteve oculto desde todos os séculos, e em todas as gerações, e que agora foi manifesto aos seus santos;
Aos quais Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória;
A quem anunciamos, admoestando a todo o homem, e ensinando a todo o homem em toda a sabedoria; para que apresentemos todo o homem perfeito em Jesus Cristo;"

Colossenses 1:13-28

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

CORRA! por Carter Conlon

Saudade deste vídeo.
CORRA!


Amar a Deus sobre todas as coisas.


Nosso exemplo mulheres.

"As mulheres idosas, semelhantemente, que sejam sérias no seu viver, como convém a santas, não
caluniadoras, não dadas a muito vinho, mestras no bem;
Para que ensinem as mulheres novas a serem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos,
A serem moderadas, castas, boas donas de casa, sujeitas a seus maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja blasfemada".

Tito 2:3-5
 

Tu és Deus o meu pastor e eu te reconheço! Salmos 23

"O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará.

Tu és Deus o meu pastor e eu te reconheço!

Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas.
Tu és Deus o meu pastor e eu te reconheço!
 
Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome.
Tu és Deus o meu pastor e eu te reconheço!
 
Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.
Tu és Deus o meu pastor e eu te reconheço!

Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.
Tu és Deus o meu pastor e eu te reconheço!

Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor por longos dias."
Tu és Deus o meu pastor e eu te reconheço!

Gisele Maciel e Salmos 23:1-6

Artesanato da Gi!!


quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Amém!!!

A santidade genuína gera humildade e jamais vanglória. Ela nos leva a uma profunda compreensão da miséria que somos sem Cristo, e de que toda a transformação pessoal é exclusivo fruto de Sua presença em nós. Isto nos leva a entender de que tudo o que somos é fruto da misericórdia de Deus, e não de algo de bom que possamos oferecer a Ele. Isto também nos faz olhar para o nosso próximo com amor e compaixão, e não com julgamento e superioridade. Só a genuína santidade, fruto de andar com Jesus, nos leva a assim viver.

"Assim, pois, não depende de quem quer ou de quem corre. Mas de usar Deus a Sua misericórdia". Rm. 9:16


Fonte: Samir Machado

A artesã voltou O/

Bom dia!!!
Ontem voltei com tudo em uma das coisas que mais gosto de fazer artesanato hihihi fora ser cuidadora é claro.
Olha que coisa mais linda!!!!

Deus é fiel!!!






A IGREJA QUE VIROU MUSEU


Novo Twitter

                                                                                                 
https://twitter.com/GiseleMaciel7




quarta-feira, 16 de outubro de 2013

aiiiiiiiiiiiiiii

 Hoje!

"O autoexame é o tão conhecido caminho para a perfeição".

William Secker

Obrigada Deus por não desistir de mim!!


Envia-me Senhor - Post de Nov/2012

Falarei das coisas simples

Nas quais se aperfeiçoam os teus dons divinos.
Da esperança, da fé  e dos milagres,
Que ocultaste aos sábios e entendidos,
e as revelaste aos pequeninos. 
Falarei de seara, de colheitas, de frutos,
De tempestades, de rios de barquinhos,
De florestas, de estrelas, de crianças,
De migalhas que alimentam cachorrinhos.
De moedas perdidas, de ovelhas desgarradas.
De GRANDES pecados e de um MAIOR PERDÃO.
De doentes que foram curados, 
E de famintos que encontraram pão.
Falarei de feras, de pardais, e de rolinhas.
De lírios que se vestem sem tecer;
De lágrimas que serão enxutas,
E dos palácios que nós vamos ter.
TUDO o que eu fizer será PAIXÃO,
Porque te amo de todo o coração,
Pelo que me deste, e pelo que tu és.
Quero ser como aquela que fez o que pode.
Que ungiu que o melhor perfume,
E com os cabelos te enxugou os pés.
Enfim quero fazer tua obra,
Não como quem arrasta os pés,
Nem te ofertando o que sobra.
Eis aqui Senhor o melhor, as PRIMICIAS,
Para que sejam as tuas delicias.
Eis nos aqui Senhor, a nossa geração:
"LIMPOS DE MÃOS E PUROS DE CORAÇÃO"
Para fazer tua obra como quem canta ALELUIAS.
COM PODER PROPÓSITO E PAIXÃO.

 
(Mirtes Matias e S.R. Zilz)
Corpo Vivo - Porto Alegre - Rs - Novembro de 2012 - Ano 22 - N° 220
 
   
     
Amém!!!
Faço de cada uma destas palavras as minhas! 
00gdx340
Deus é fiel!

 

                                                     

Te louvo Senhor!

"Louvai ao SENHOR, porque é bom cantar louvores ao nosso Deus, porque é agradável;
decoroso é o louvor.
O Senhor edifica a Jerusalém, congrega os dispersos de Israel.
Sara os quebrantados de coração, e lhes ata as suas feridas.
Conta o número das estrelas, chama-as a todas pelos seus nomes.
Grande é o nosso Senhor, e de grande poder; o seu entendimento é infinito.
O Senhor eleva os humildes, e abate os ímpios até à terra.
Cantai ao Senhor em ação de graças; cantai louvores ao nosso Deus sobre a harpa.
Ele é o que cobre o céu de nuvens, o que prepara a chuva para a terra, e o que faz produzir erva sobre os montes;
O que dá aos animais o seu sustento, e aos filhos dos corvos, quando clamam.
Não se deleita na força do cavalo, nem se compraz nas pernas do homem.
O Senhor se agrada dos que o temem e dos que esperam na sua misericórdia.
Louva, ó Jerusalém, ao Senhor; louva, ó Sião, ao teu Deus.
Porque fortaleceu os ferrolhos das tuas portas; abençoa aos teus filhos dentro de ti.
Ele é o que põe em paz os teus termos, e da flor da farinha te farta.
O que envia o seu mandamento à terra; a sua palavra corre velozmente.
O que dá a neve como lã; esparge a geada como cinza;
O que lança o seu gelo em pedaços; quem pode resistir ao seu frio?
Manda a sua palavra, e os faz derreter; faz soprar o vento, e correm as águas.
Mostra a sua palavra a Jacó, os seus estatutos e os seus juízos a Israel.
Não fez assim a nenhuma outra nação; e quanto aos seus juízos, não os conhecem. Louvai ao Senhor".

Salmos 147:1-20

Pastor Claudio Duarte - Homem Banana e Mulher Abacaxi


terça-feira, 15 de outubro de 2013

Nem olhos viram...

"Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam".

1 Coríntios 2:9

Amém!!!!


segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Tenha coragem para ser único.

Quando conheci ao Senhor, escutava muito esta frase: "Nós somos os que andam contra a maré deste mundo".
Com o passar do tempo, esta frase se perdeu e muitos começaram a ter as cores do mundo, o jeito do mundo, a forma do mundo... Hoje precisamos voltar a nadar contra a maré e não nos moldarmos com nada deste mundo.
O amor no mundo é falido, o respeito no mundo é falido, o carinho no mundo é falido...
Jesus veio trazer um novo estilo de vida.

"Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus".
Romanos 12:1-2

Um casamento Curado - Douglas Gonçalves


Falando a verdade em amor

Realmente não dá para não perceber quanto de engano já foi semeado por toda a parte. É impressionante como a cada dia surgem novos enganos, sobretudo quanto ao casamento. O que Deus criou para ser a representação do relacionamento de Cristo e a Igreja, está se tornando o oposto. Até mesmo entre cristãos observa-se isso. Amar ao próximo ficou como coisa de sermão, não de vida. Amargura tomou status social. Há homens que desrespeitam suas autoridades. Mulheres que desacatam o marido. E, uma nova geração de filhos que desconhecem o que é o amor no casamento.
"Maridos, amai vossa esposa e não a trateis com amargura." Colossenses 3:19
Além da ordem de amar a esposa como Cristo amou a igreja, há também a forma de como tratar a esposa. No meio de uma geração de igualdade, cada vez mais o homem está tratando a esposa como se fosse outro homem. Já está casado, não precisa mais conquistar a mulher, então porque “firulas”? Porque não ser mais duro e objetivo? Afinal a mulher tem que aprender, não?
Não! Deus simplesmente determina que o homem não trate a mulher com amargura. O homem tem que falar com sua mulher de uma forma que nunca produza um gosto amargo em seu estômago. Mesmo que sejam verdades e fortes, tem que ser com amor. Quanto mais exasperação, mais amargor produzirá. Fale docemente. Aja com tranquilidade.
"Longe de vós, toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia." Efésios 4:31
Longe! Bem longe. Um trato amargo só produz mais amargura. Uma fala groseira, só produz mais grosseria. Gritos geram medo. Ira leva ao terror. Tudo isto deve estar muito longe de seu lar, de seu relacionamento. Nenhum ser humano suporta uma vida assim, muito menos as esposas.
Se você percebeu que está se irritando, tranque-se em algum canto e ore, clame ao Senhor. Acalme-se diante de Deus. mas não se ire com sua esposa. Temos a plenitude do Espírito Santo habitando dentro de nós. Podemos nos controlar. Podemos falar com doçura, sempre.
"Mas, falando a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo" Efésios 4:15. 
"… a língua branda esmaga ossos." Provérbios 25:15b. 

Fonte: http://www.pelamanha.com/post/64010657770/84-dias-falando-a-verdade-em-amor 

Keith Green - Canção para Josias.

"Oh meu filho, que nasceu em um mundo que te odeia,
E eu juro que eu nunca te abandonarei.
Mas havia um pai séculos atrás,
Que viu seu filho amado morrer. Oh, morrer.

Oh meu filho, eu sou fraco e estou tremendo,...

Pelo Senhor, eu estou sempre lembrando.
Oh que um pastor forte te segure em Seus braços.
Ele vai quebrá-lo e torná-lo DEle.
E, em seguida, levá-lo para casa.

Bem, se eu pudesse eu iria protegê-lo de que você vai ver.
Este mundo promete amor e beleza, mas mentiu para mim.
E eu vou te mostrar, se você ouvir.
E eu prometo, ouvir também.

Ah, sim, há alguns que amam as mentiras, eles vão matá-lo , se puderem.
Apesar de você falar a verdade em amor, eles vão te odiar como o homem,
Jesus, embora fosse Deus, Ele permitiu-se ser quebrado por você.

Bem, se eu pudesse eu iria protegê-lo de que você vai ver .
O mundo pode parecer tão vivo, mas está morto para mim .
E eu vou te ensinar, se você me ouvir.
E eu prometo, ouvi-lo também. Sim, eu prometo.

Oh meu filho, eu sou apenas seu irmão.
Como uma irmã, Deus me deu a sua mãe.
Mas, assim como uma mãe, há muito tempo, teve que assistir seu filho morrer amada,
Oh filho, vamos tentar, deixá-lo ir".
 


domingo, 13 de outubro de 2013

O choro

"Chorar nem sempre é de alegria.
Chorar nem sempre é por amor.
Chorar nem sempre por sofrer.
Chorar por não ser quem eu não sou.
Chorar por feridas que não vivi.
Chorar por amores que não amei.
Chorar por alguém distante que estava perto.
Chorar por alguém que estava perto e agora distante.
Chorar por um Deus que me amou.
Chorar por um Deus que chorou.
Chorar de tanta alegria,
por um Deus que está sempre presente no meu chorar".
                                                           Gisele Maciel
                                                               13/10/13

Os que semeiam em lágrimas...

"Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria.
Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos".

Salmos 126:5-6

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

E já está próximo...

"E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração.
Mas, sobretudo, tende ardente amor uns para com os outros; porque o amor cobrirá a multidão de pecados."

1 Pedro 4:7-8

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Minha infância.

"Minha infância querida,
quando pequena corria...
pulava, brincava de boneca,
pega-pega, esconde-esconde,
bastão, gincanas no prédio,
panelinhas...

Minha infância querida,
quando pequena chorava...
porque não tinha a boneca preferida,
mal tínhamos o que comer...
chorava porque via o meu pai bêbado,
chorava em ver minha mãe gritando e chorando,
chorava em ver meu irmão apanhando...

Minha infância querida,
onde tudo mudou...
meu Jesus veio morar na minha casa,
na minha infância,
na minha família,
trouxe cura, libertação e tudo mais...

Minha infância querida,
com Jesus sempre vai ser assim...
alegria sem fim.
Deus é fiel sempre!!"

                                         Gisele Maciel

Paticamenteeee uma poetiza hahahahahahh

 

terça-feira, 8 de outubro de 2013

De sorte que, meus amados...

"De sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência, assim também operai a vossa salvação com ‪#‎temor‬ e ‪#‎tremor‬;
Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.
Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas;
Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo;
Retendo a palavra da vida, para que no dia de Cristo possa gloriar-me de não ter corrido nem trabalhado em vão.'

Filipenses 2:12-16

Esvaziando gavetas - Post de 26/12/11

Nesta última semana do ano é comum nos impormos certas reflexões. Tempo de recordar o que se
passou, avaliar as decisões e suas consequências e sonhar com o novo!
Acho que a virada do ano tem um efeito psicológico fantástico em todos nós!
No rito da passagem deixamos para trás as dores, decepções e frustrações. Viramos a página na ânsia de ter pela frente novas historias.
Particularmente pra mim, também é tempo de faxina. Arrumar gavetas, reorganizar armários, descartar o que está apenas ocupando lugar sem uso ou utilidade e todas as vezes que estou neste processo, faço uma associação natural com a faxina da alma.
Nas gavetinhas do nosso coração acabamos guardando desânimo, ressentimentos, uma palavra mal dita, rejeições, raiva e, definitivamente, a limpeza precisa ser feita.
Tais coisas embaraçam o nosso caminho nos impedindo de viver usufruindo a vida abundante que nos foi conquistada na cruz.
Quando escuto as palavras de Jesus: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”, três outras palavras me ocorrem imediatamente: PAZ, ALEGRIA e PROPÓSITO.
Paz e alegria são óbvias, todo ser humano deseja! Mas Jesus veio fazer mais. Ele veio para nos conceder paz e alegria independente das circunstâncias. É para este lugar que o mestre quer nos levar, a liberdade absoluta de pertencer a Ele na certeza de que Ele nos capacita como a única fonte.
E o propósito? Porque nascemos? Para quê existimos?
Quando descobrimos qual a nossa vocação em Deus, nossa jornada se torna livre dos tropeços da competição e do sentimento de inferioridade que aprisiona milhares em nosso século.
Há um lugar, no centro da vontade de Deus, feito pra você. Peça ao Senhor para te conduzir a este lugar.

Que o Mestre seja sua única fonte, afinal, Ele mesmo nos prometeu: “Aquele que beber da água que Eu lhe der nunca terá sede, porque a água que Eu lhe der se fará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna.”

Extraido: Blog de Helena Tannure 26/12/11
http://helenatannure.com/blog/

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Oh que mori!!!


Deus É Fiel sempre!

vou passando pela prova,
DANDO
 GLÓRIA A DEUS,
 GLORIA A DEUS kkk
"Em meio aos muitos problemas,
Em meio as lutas sem fim,
Por entre os muitos dilemas,
Que se apresentam para mim
As vezes eu posso passar
uma noite inteira a chorar,
Mas sei que meu Deus logo pela manha
Fará novamente o sol brilhar
E encherá de alegria os meus lábios
E o meu coração de louvor.
Assim vou descansar, sim eu vou confiar
No seu grande e imenso amor.
Deus é fiel, é fiel
Acima de todas as coisas, eu sei
Eu sei que meu Deus é fiel."

Asaph Borba

*Esta é a minha música preferida.
E para quem não sabe, o nome do blog Deus é fiel por causa desta música.
Deus é fel eeeeee

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Como é bom poder contar...

Com o amor imensurável do nosso Pai...
Que nos trás palavras certas,
para momentos difíceis.
Consolo nos momentos de dúvida.
Certezas nas incertezas.
Amor em tempo de solidão.
Preparo em tempos insertos.
Amizade em tempo de espera..."

                                                   Gisele Maciel

Te amo Pai!!!

"O grande amor do Senhor nunca sessa.
Suas misericórdias não chegam ao fim.
Cada dia se removam, sim cada manhã,
Fiel e grande és tu Senhor
Fiel e grande és tu!

 

A resposta certa…

Precisamos planejar as atividades de uma casa, a ida ao supermercado, o trabalho, os dias de folga, as
viagens, a vinda dos filhos… Tudo precisa ser planejado. Mas devemos cuidar com nosso coração.
Planeje, mas sem escravidão. Trace sua estratégia, mas sem ressentimentos. Programe sua vida, mas sem confusão. Pois…
“O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do SENHOR.” Provérbios 16:1
Lembre-se que o sucesso vem dos lábios do nosso Pai. Não porque tuas forças, nem por tua sabedoria. Precisamos planejar, mas é indispensável relaxar se não sair como desejamos. O Senhor está no controle. O Senhor em seu trono de soberania permitirá ou não que nossos planos deem certos.
A nós cabe o louvor e a gratidão por todas e em todas as circunstâncias. Se obtive êxito. Foi bondade de Deus. Se meus planos frustraram é a sua misericórdia que nos está proteja do de algo.
Agora, se alguém nem faz planos como saberá a resposta? Não sejamos como aqueles que vão rolando com a maré ou que tentam empurrar a vida com a barriga. Pois quem não sonha com nada, acaba alcançando o nada.
Planeje, sonhe, projete, trace a estratégia mas sempre lembrando de onde vem a resposta: do Senhor.
Sérgio Avillez -
http://www.pelamanha.com/post/62900688146/94-dias-a-resposta-certa

 

terça-feira, 1 de outubro de 2013

ANSIEDADE

Se pudéssemos usar uma única palavra para descrever nosso mundo moderno, creio que uma boa palavra seria “velocidade”. Nós vivemos numa época em que tudo é rápido, tudo é acelerado. E, consequentemente, nós vivemos num estado de constante ansiedade. Nós somos condicionados pela estrutura deste mundo, pelo ritmo das coisas, pela mídia, pelas pessoas que nos cercam, a querermos tudo “pra ontem”. O mundo ao nosso derredor tem sido estimulador do sucesso a qualquer preço, onde o fracasso é punido com o desprezo e o isolamento.
De um lado, o mundo valoriza e entroniza o “eu”, elevando aqueles que conseguiram atingir o sucesso na vida, sem se importar muito com os meios usados para se alcançar os fins. Por outro lado, quando a pessoa não atinge os fins que nossa sociedade estabelece, o mundo a despreza e a condena, não lhe emprestando nenhum valor.
O desejo de ser reconhecido pelo mundo acaba criando grande expectativa e ansiedade na maioria das pessoas.
Nós brasileiros, por exemplo, temos em nossas almas esse pensamento do “jeitinho”. Pra tudo existe um jeitinho. Se não estamos conseguindo o que queremos, temos que dar um jeitinho. As coisas não aconteceram ainda? Vamos lá tentar dar um jeitinho. E assim vamos caminhando, sempre ansiosos, sempre tropeçando. Sempre sofrendo as consequências dos nossos erros. Mas dificilmente aprendemos com eles.
A bíblia nos traz inúmeros exemplos de pessoas que receberam bênçãos enormes porque esperaram com paciência no Senhor. E muitas que pagaram um alto preço pela ansiedade e por fazerem as coisas segundo seus olhos. José, que se tornou governador do Egito, foi um exemplo de pessoa abençoada que soube ter paciência num momento em que a maioria não teria. Muitos talvez tivessem tirado a própria vida num ato de desespero, se passassem o que José passou. Ou o que Jó passou. Mas eles souberam esperar, e receberam o galardão devido.
Do outro lado, temos o exemplo do povo de Israel. Israel constantemente pecava contra Deus por conta da sua ansiedade, por que não aguentava esperar o tempo do Senhor. Deus os tirou do Egito, conduziu pelo deserto, abriu o mar para o povo passar em seco, e bastaram 40 dias sem Moisés para que o coração do povo mudasse e eles se inclinassem diante de um bezerro de ouro. Quando lemos a passagem de Êxodo 32 nós geralmente pensamos “que absurdo, esse povo era louco”. Mas quantas vezes fazemos igual? Quantas vezes nós não dissemos ou pensamos “ah não, já esperei demais, chega; agora eu vou agir!”. E agimos. E quebramos a cara. E choramos. E aí nos voltamos pra Deus. E quando voltamos pra Deus, o que queremos? De novo, que Deus resolva todos os problemas que nós mesmos criamos “pra ontem”.
No livro do profeta Ageu, capítulo 2, há um texto que eu acho muito interessante. O povo de Israel havia voltado para sua terra após 70 anos de exílio na Babilônia. Exílio este causado por seu próprio pecado, embora Deus tenha lhes dado muitas chances de se arrependerem. Enfim, o povo voltou, começaram a reconstruir seus lares, suas cidades, e novamente começaram a ficar ansiosos. Queriam plantar e colher logo, queriam boas moradias, queriam roupas de luxo, queriam, queriam, queriam… Daí Deus manda um recado pelo profeta (vs. 12-14): Se alguém levar carne consagrada na borda de suas vestes, e com ela tocar num pão, ou em algo cozido, ou em vinho, ou em azeite ou em qualquer comida, isso ficará consagrado? Os sacerdotes respondem: não! Daí Deus inverte a pergunta: e se alguém impuro tocar nestas coisas, as coisas ficarão impuras? A resposta: sim!
Moral da história que o Senhor passou para o povo: às vezes, um erro estraga uma vida inteira de projetos, sonhos e preparação. E depois que o erro está feito, não adianta querer que um acerto corrija tudo.
O que nos santifica e transforma nossas vidas e nossa realidade é uma caminhada duradoura e constante com Deus. É um confiar diário, é um entregar contínuo, de nossos planos, sonhos, desejos. Deus quer consertar nossos erros do passado e nos dar um futuro de paz e alegria ao seu lado, mas isso não se constrói da noite para o dia.
Em I Pedro 5:6, o apóstolo nos aconselha: “humilhem-se debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele os exalte no tempo devido”. Então, temos três certezas: primeiro, os que se entregam a Deus serão exaltados por ele. Segundo, há um tempo devido para isso. Deste tempo, só o Senhor sabe. E terceiro, enquanto este tempo não chega, sempre podemos depositar sobre ele toda nossa ansiedade, porque ele tem cuidado de nós. E como é bom saber que não estamos sozinhos em nossas lutas!
Portanto, persista! O tempo de Deus vai chegar. E quem sabe não é hoje?

Ricardo Silvarickysilva@ig.com.br
Fonte: http://jesuscopy.com/ansiedade/

Que Amor Bonito - Thiago Grulha


Louvai ao SENHOR... Te amo Deus!!!

"Louvai ao SENHOR, porque ele é bom; porque a sua benignidade dura para sempre.
Louvai ao Deus dos deuses; porque a sua benignidade dura para sempre.
Louvai ao Senhor dos senhores; porque a sua benignidade dura para sempre.
Aquele que só faz maravilhas; porque a sua benignidade dura para sempre.
Aquele que por entendimento fez os céus; porque a sua benignidade dura para sempre.
Aquele que estendeu a terra sobre as águas; porque a sua benignidade dura para sempre.
Aquele que fez os grandes luminares; porque a sua benignidade dura para sempre;
O sol para governar de dia; porque a sua benignidade dura para sempre;
A lua e as estrelas para presidirem à noite; porque a sua benignidade dura para sempre;
O que feriu o Egito nos seus primogênitos; porque a sua benignidade dura para sempre;
E tirou a Israel do meio deles; porque a sua benignidade dura para sempre;
Com mão forte, e com braço estendido; porque a sua benignidade dura para sempre;
Aquele que dividiu o Mar Vermelho em duas partes; porque a sua benignidade dura para sempre;
E fez passar Israel pelo meio dele; porque a sua benignidade dura para sempre;
Mas derrubou a Faraó com o seu exército no Mar Vermelho; porque a sua benignidade dura para sempre.
Aquele que guiou o seu povo pelo deserto; porque a sua benignidade dura para sempre;
Aquele que feriu os grandes reis; porque a sua benignidade dura para sempre;
E matou reis famosos; porque a sua benignidade dura para sempre;
Siom, rei dos amorreus; porque a sua benignidade dura para sempre;
E Ogue, rei de Basã; porque a sua benignidade dura para sempre;
E deu a terra deles em herança; porque a sua benignidade dura para sempre;
E mesmo em herança a Israel, seu servo; porque a sua benignidade dura para sempre;
Que se lembrou da nossa baixeza; porque a sua benignidade dura para sempre;
E nos remiu dos nossos inimigos; porque a sua benignidade dura para sempre;
O que dá mantimento a toda a carne; porque a sua benignidade dura para sempre.
Louvai ao Deus dos céus; porque a sua benignidade dura para sempre."

Salmos 136:1-26