quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Teu amor ( Moisés C. de Morais) Post Dez/2010

"Senhor , dá-me amor prático, tangível
Da-me a graça de amar
Com amor bem visível
Amor que perdoa e perdão pede,
Que nada tem que o impede
De ser vivo e bem real!

Senhor, vi teu amor tão sublime,
Amor que , poderoso, redime,
Amor que, na cruz, é vermelho.
Que fez novo o que era velho.
Teu amor muito especial!

Que amor vejo eu naquela Cruz,
Na morte e vida de Jesus!

Que amor em mim esse amor,
Que nele eu morri também,
Nesta vida de agora, Senhor,
Como será na do Além.

É amor à família e é também
aos irmãos,
A estranhos, amigos ou não,
Amor que estende as mãos,
Amor que ao teu é igual,
Amor forte, amor total!

Disso, Jesus, meu Senhor,
Eu quero um santo batismo
Mergulho total no altruísmo,
Numa vida verdadeira,
É assim viver minha parte,
Sem artifícios, sem arte,
Sim, a vida toda, inteira,
Plantada no mesmo solo,
Da tua santa videira,
E só para teu louvor,
O solo de teu doce amor!"

( Moisés C. de Morais)

Nenhum comentário: