terça-feira, 17 de dezembro de 2013

30 dias: sal, muito sal!

Faltam 30 dias. SÓ 30! Ou, quem sabe, ainda faltam trinta dias para a celebração. Para quem está na arrumação pode ser um desespero. Quanta coisa falta. Quantos detalhes. Será vai dar tempo? Para os noivos parece um tempo interminável. São 720 horas. Parece que o relógio não anda, está estragado.
— Não importa! O que não pode faltar é o sal!
— Sal?
—Isso mesmo! O sal não faltar nunca!
Vocês assumiram um compromisso diante de Deus. Uma aliança de santidade e pureza. Um pacto que começa com o compromisso e caminha até se fazerem uma só carne. É uma aliança solene diante de Deus. Diante dos pais e muitas outras testemunhas. Ninguém pode dizer que foi um voto de brincadeira, pois Deus “não se agrada de tolos” (Ec 5:4-6).
“Toda oferta dos teus manjares temperarás com sal; à tua oferta de manjares não deixarás faltar o sal da aliança do teu Deus; em todas as tuas ofertas aplicarás sal.” Levítico 2:13
O casamento é uma aliança entre o homem e a mulher. O casamento foi criado por Deus para glorificar cooperar com todo o seu propósito. E, “SENHOR foi testemunha da aliança entre ti e a mulher da tua mocidade, … tua companheira e a mulher da tua aliança.” (Malaquias 2:14). Como, em todas as alianças de Deus, não pode faltar sal, tão pouco pode faltar sal no casamento.
O sal é para conservar, preservar, proteger de bactérias, desinflamar, dar e realçar o sabor. E tudo isso sem ser visto, só saboreado. Todas as nossas ações diante de Deus podem ou não serem salgadas. O sacrifício ofertado com gratidão é muito diferente daquele por obrigação. Posso dizer que o primeiro foi salgado, foi temperado. O louvar é diferente de cantar. Meditar na Palavra dia e noite difere em muito da leitura de um livro qualquer.
O casamento deve ser salgado de muitas formas. Sempre com oração, gratidão diante do Senhor e do outro. Surpresas agradáveis, e claro. Ajudas inesperadas. Palavras que afirmem um ao outro. Declarações de amor. Tempo de qualidade gastos juntos. Passeios. Silêncios. Conversas. Muita risada. Muito carinho. Muita criatividade. Leitura da Palavra juntos. E etc e etc…
O sal significa muito mais para Deus que para nós. O sal não é visto, é saboreado. Sejam todas nossas ações feitas com sal. Tudo feito diante de Deus. Tudo para a eternidade.
“Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus.” 1 Coríntios 10:31
“Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para homens, cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança. A Cristo, o Senhor, é que estais servindo” Colessenses 3:23-24.
Fonte: http://faltam100dias.tumblr.com/post/70287021049/30-dias-sal-muito-sal

Nenhum comentário: