domingo, 16 de março de 2014

Série Prioridades: 1- Intimidade com Deus


"Porque o perverso é abominável ao Senhor, mas com os sinceros ele tem intimidade." Pv 3:32
 
Como alcançar a intimidade com Deus, o Senhor? Esta é uma pergunta repetida várias vezes nas igrejas e (deveria ser) nos pensamentos dos crentes. Em um tempo de tantas mudanças e dúvidas, todos queremos estar próximos de Deus, que nos dá segurança e paz. Mas como? O quê precisamos fazer
Em primeiro lugar, preciso definir a palavra "intimidade". Segundo o dicionário Michaelis, intimidade é "Qualidade de íntimo, familiaridade, amizade íntima". No mesmo livro temos que "íntimo" é "Muito de dentro, profundo; da alma, do coração; muito cordial ou afetuoso; Amigo com o qual se tem grande familiaridade." Posso dizer tranquilamente que uma pessoa que você tem intimidade é aquela que lhe deixa confortável, à vontade, sem receios. É aquela pessoa que você pode ser sincero, na certeza de que ela lhe ouvirá.
Família saudável tem intimidade
Todos esses significados das pessoas aplicam-se também ao Senhor Deus, o Pai. Justamente por ser nosso Pai por meio da Salvação dada por Jesus Cristo, o Senhor é e precisa ser íntimo. Uma relação familiar saudável é marcada pela intimidade, pelo conforto e bem-estar quando estamos na presença dos nossos familiares. O mesmo vale pra Deus: idealmente, teríamos que nos sentir confortáveis perante o Pai. É isso que a Bíblia diz em Romanos 8:15
 
"Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai."
 
 Na versão NTLH está assim:
"Porque o Espírito que vocês receberam de Deus não torna vocês escravos e não faz com que tenham medo. Pelo contrário, o Espírito torna vocês filhos de Deus; e pelo poder do Espírito dizemos com fervor a Deus: Pai, meu Pai!"
 
  Isto é maravilhoso! O Pai nos concedeu o direito de clamar por Ele, de sermos filhos dEle, mesmo vivendo no mundo corrompido e mortal, tudo por causa de Jesus! O Pai quer você perto dEle!
  Mas o quê precisamos fazer para ter intimidade com o Pai?
Leia até o final pra entender este banquinho
  A resposta é simples, nem por isso ela é fácil. Pense comigo: o que você faz para ter intimidade, "ganhar a amizade" de uma pessoa? Você por acaso não gasta tempo com ela, com as coisas que ela gosta? Você não tenta agrada-la? Conforme o tempo passa e a confiança aumenta, você não fica mais sincero e transparente a esta pessoa? Se a sua resposta é SIM para todas estas perguntas, então você já sabe o que precisa ser feito pra se achegar mais a Deus. Vou mostrar que esses princípios gerais de construção de relacionamentos que nós sabemos naturalmente, já estavam na Bíblia muito antes das nossas avós nascerem.

  Todo relacionamento depende de 3 variáveis (como uma equação rsrs): TEMPO, CONFIANÇA e HUMILDADE. Sem essas virtudes a sua "interação" com uma pessoa não passa de algo superficial e passageiro e isso é tudo que seu relacionamento com Deus não deve ser, já que Ele é eterno e, da mesma forma que Ele se sacrificou por você, o Senhor quer ver você se esforçando para conhece-lO mais.
  1) Tempo
    Quanto tempo você dedica a Deus? 5 minutos? 15? 2 horas? Ou todo o dia? Essa é a primeira pergunta que você deve responder a si mesmo. A Bíblia diz que Jesus fica ao lado do Pai intercedendo por nós (Romanos 8:34); que o Senhor cuida de nós (1 Pedro 5:7) tanto que até nossos cabelos estão contados (Lucas 12:7)! O Senhor usa TODO o tempo dEle para se dedicar à Sua criação, a nós.
    Além disso, usar seu tempo para Deus é usar seu tempo para seguir os Seus princípios. Só assim você estará se esforçando para fazer o que agrada ao Pai. As obras dão vida à fé, fazem ela crescer, e "sem fé é impossível agradar a Deus" (Hebreus 11:6).
    Antes de terminar este ítem, lembro que não é a quantidade de tempo que importa ao Senhor, mas a sua disposição em busca-lo, em QUERER falar com Ele e ouvir a Sua voz. O Senhor conhece as nossas intenções, até mesmo daquilo que a gente acha certo (Provérbios 16:2; 21:2).
  2) Confiança
    Como você chega até Deus? Pra você Ele é um velho barbudo, sentado em um trono e pronto para jogar um raio? Essa imagem me lembrou mais a Zeus, o deus maior da Mitologia Grega. 
    As pessoas confundem e extremizam as coisas. O Senhor é amoroso, generoso e misericordioso. Suas ações provam isso todos os dias, como dizem estes 2 versículos:
 
"Espere Israel no Senhor,  porque no Senhor há misericórdia, e nele há abundante redenção." - Salmos 130:2
"As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim;" - Lamentações 3:22
 
   A Bíblia inteira trata do grande plano de amor de Deus para a Humanidade, desde o início quando Ele nos deu o lugar mais importante na Criação, até a Reconciliação trazida por Jesus. Eu teria que copiar a Bíblia inteira aqui se quisesse mostrar todas as passagens sobre o amor do Senhor.
 
  O problema é que as pessoas acham que não dá pra ser bom, amoroso e justo. O Senhor é justo, santo e detesta o mal. Ele não pode conviver com a maldade e com quem a pratica. Por isso nenhum de nós poderia morar no Reino de Deus, pois todos somos maus, todos erramos alguma vez. Mas ao aceitar a Salvação oferecida por Jesus, nós somos justificados, lavados pelo seu sangue e todos nossos erros são esquecidos. Antes de acusar o Senhor, lembre-se que Ele lhe dá uma vida inteira de "prazo" pra você conhece-lO e reconhecer seus erros. Lembre-se que Ele já deu milhares de anos para a Humanidade tentar se voltar pra Ele, antes que Ele venha para julgar a todos. 
 
  Se achegar com confiança ao Senhor é busca-lO crendo que Ele lhe escuta. É ter a consciência limpa (1 João 3:21). É ser sincero. O Pai conhece absolutamente tudo de você (João 10:14) então não adianta muito esconder as coisas pra Ele, mentir, nem mascarar suas orações com palavras imponentes e lindas. Seja você mesmo, simples e honesto. Para Deus a Verdade tem muito valor.
 
   3) Humildade
    Falando de sinceridade naturalmente chegamos a última das 3 características de um relacionamento saudável: a humildade. Na verdade, as 2 têm o mesmo significado: ser você mesmo, verdadeiro. Mais especificamente, humildade é reconhecer suas fraquezas, seus erros e sua incapacidade de viver sem Deus. Incapacidade é uma palavra feia, mas é a verdade aqui. Sem a misericórdia dEle você nem estaria vivo, você só existe porque Ele quis. E morrer sem conhece-lO significa que você passou 60, 70, 80 anos desperdiçando o tempo com tudo que é passageiro, que vai embora quando a gente morre. Isso sim é "gastar" tempo!
    
Jesus: campeão de humildade
    Quando a Bíblia fala de humildade, o "campeão" é Jesus Cristo: mesmo sendo Filho de Deus, Ele se sujeitou às condições da vida humana e da nossa "justiça", serviu a todos que precisavam, sem reclamar, só pra agradar ao Pai. E cumpriu até mesmo aquela vontade do Pai que lhe traria o maior sofrimento: a morte de cruz. Ele tinha que passar por isso para vencer a morte (revivendo) e sentar à direita de Deus, podendo assim interceder por nós e nos salvar de nossos pecados. 
 
  "De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus. Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho dos que estão lá nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai. " - Filipenses 2:4-11
 
  O Pai sabe recompensar nossas ações, especialmente dos humildes (Lucas 1:52; Mateus 5:3; Salmos 147:6; Tiago 4:6; Jó 5:11). Uma das coisas que Jesus mais condenou quando pregava em Israel era a arrogância dos judeus, principalmente dos fariseus. Eles gostavam de ser importantes, dos melhores lugares e de serem admirados por suas ações. Por isso mesmo eles oravam orações compridas, altas e vazias em público, pra que todos ouvissem; espalhavam aos 4 ventos suas obras, jejuns e dízimos. Isso não valia muito pra Jesus, mas a intenção deles sim!
  Em Lucas 18:9-14 Jesus ensina a parábola do Fariseu e do Publicano, que trata da humildade. Enquanto o fariseu orava com orgulho das suas obras, o cobrador de impostos se humilhava tanto que nem tinha coragem de olhar pro céu. A Bíblia diz que só ele voltou em paz pra casa.
  Neste mesmo trecho, só que dos versos 15 ao 17, Jesus diz que o único jeito de entrar no Reino de Deus é recebe-lO como crianças. As crianças são humildes, dóceis, prontas a aprender. Elas se dobram. 
  Bem, vimos as 3 características dos bons relacionamentos. Como um banquinho de 3 pernas, se uma delas for menor que as outras, você cai. É preciso desenvolver cada uma. A vida com Deus é importante demais pra ser deixada em 2º, 3º plano (isso quando nós reservamos um plano!).

Crescer na fé é uma transformação pra vida!
  Tudo isso é um processo pra vida toda. Não é um momento, um show, uma grande emoção que fará você e eu nos aproximarmos com intimidade de Deus. Nem são as nossas ações por si mesmas. Só a , que traz paciência e persistência permite que a gente busque essas características sempre, sem desistir!
 
  Que a nossa fé possa crescer por meio da Palavra, e ser vivificada por meio das nossas ações! Deus o abençoe!

"Chegai-vos a Deus, e ele se achegará a vós.  Alimpai as mãos, pecadores, e vós de duplo ânimo, purificai os corações." - Tiago 4:8
 

Nenhum comentário: