quinta-feira, 1 de maio de 2014

“O Dilema de uma Dona de Casa – Parte 3″ por Carolyn Mahaney

“O Dilema de uma Dona de Casa – Parte 3″ por Carolyn Mahaney (entrevistada por Nicole Whitacre)

Nós recebemos muitas perguntas humildes e reflexivas sobre este tópico de ser dona de casa, então eu as coloquei para minha mãe para uma entrevista improvisada de girltalker(2) para girltalker.
Nicole: O que dizer dos casos onde um marido não valoriza o papel da esposa como administradora da casa ou onde ele abusa do mandamento bíblico e espera que ela faça mais do que é esperado pelas Escrituras. Como uma mulher deveria reagir?
Carolyn: Eu encorajaria a esposa a perguntar a seu marido se eles poderiam estudar a Palavra de Deus juntos e considerar, em oração: Nós estamos cumprindo nossos papéis e responsabilidades de forma coerente com o plano de Deus? Se o marido não está disposto a ter esta conversa, ou se, mesmo depois de conversar eles ainda discordarem, a esposa deveria pedir que eles se aconselhem com um casal piedoso ou um pastor. Se uma mulher é casada com um incrédulo, eu a encorajaria a buscar sabedoria pastoral em como refletir o evangelho nesta situação complicada. Como mulheres, nós temos que nos lembrar que, às vezes a coisa mais útil que podemos fazer pelos nossos maridos é conseguir ajuda de outros.
Nicole: Nós ouvimos de várias mulheres que sofrem de doenças, das mais leves às mais severas. Uma mulher jovem que tem diabete e ainda não tem filhos mas trabalha tempo integral explica o seu dilema: “Eu fiz um roteiro para a limpeza diária para que eu não tenha que fazer tudo de uma vez, mas há dias em que eu estou tão cansada. Eu estou presa nesta terra de ninguém. Eu sei que eu preciso fazer o serviço doméstico, mas meu marido me pediu que eu apenas passe tempo com ele e descanse. O que eu faço ?”
Carolyn: Faça o que você pode e não se preocupe com o que você não pode fazer. Nosso Pai Celeste, que a chamou para ser uma administradora da casa, também, no mistério da Sua soberana sabedoria, permitiu limitações físicas. Você O glorifica através do seu desejo e esforços para refletir o Seu propósito até mesmo na sua fraqueza.
Eu a encorajaria a desenvolver uma estratégia para administrar sua casa que minimize sua atividade física e torne fácil para seu marido participar. Simplicidade é fundamental aqui. Pode ser útil pedir idéias criativas para outras mulheres para desenvolver um plano básico, mas efetivo. Mas depois que você fizer tudo que você pode, aceite a ajuda extra de seu marido com gratidão!
Nicole: Outra mulher explicou que ela esteve muito doente durante o último ano e ficou hospitalizada cinco vezes. “Neste momento eu mal posso caminhar e nem mesmo consigo cortar minha própria comida”, ela explica. “Meu marido está me servindo maravilhosamente cuidando da nossa casa com ajuda dos irmãos da igreja. Eu anseio por ser quem cuide da minha casa. Biblicamente, como eu posso ser uma dona de casa durante este tempo? Este pode ser um problema a longo prazo para mim. Eu estou tentando entender a vontade de Deus para mim como esposa e mãe nesta situação.”
Carolyn: Eu sinto como se estivesse em solo santo enquanto ouço sua pergunta. Seu desejo de servir sua família, até mesmo no meio de sua grave provação física, traz grande glória ao nosso Salvador. Embora severamente limitada fisicamente, seu coração está buscando intensamente os mandamentos de Deus (Ps. 119:32). Eu quero seguir seu exemplo.
E eu oro para que você encontre conforto nestas palavras de Charles Spurgeon: “Sabedoria infalível ordenou seu destino e escolheu para você a melhor e mais segura condição. Lembre-se disto, se qualquer outra condição tivesse sido melhor para você do que esta na qual você está, amor divino a teria posto lá. Você é colocada por Deus nas circunstâncias mais adequadas. Esteja contente com aquelas coisas que você tem, já que o Senhor ordenou todas as coisas para o seu bem.”
Não pretendo fingir que entendo, mas Deus ordenou estas circunstâncias para seu bem e o bem de sua família. Ele designou você para glorificá-Lo através do sofrimento e seu marido para glorificá-Lo assumindo seus deveres na casa. Mas ele também proveu graça abundante para você suportar e seu marido perseverar. Descanse na certeza de que, juntos, vocês estão glorificando muito a Deus.
Nicole: Em tempos financeiros difíceis, há as mulheres que, por necessidade, têm que ajudar o marido no seu papel como provedor da família. Um marido pode ter perdido seu emprego, ou o emprego atual não provê adequadamente, ou ele pode ter voltado a estudar tempo integral. Como uma esposa consegue atender sua casa e as responsabilidades do emprego numa situação como esta?
Carolyn: Sim, nós conhecemos mulheres em todas estas situações e mais ainda. Eu tenho uma amiga que decidiu, junto com seu marido, que seria melhor para a família se ela trabalhasse como professora em uma escola particular para que eles pudessem matricular seus filhos lá. Eu tenho outra amiga cujo marido já não pode trabalhar por causa de uma doença debilitante.
Quando, em tempos de dificuldade financeira, uma esposa precisa ajudar seu marido no seu papel como provedor, pode ser que ele precise ajudá-la na casa durante esse período (presumindo que ele não esteja doente ou acidentado, é claro). Embora esta situação possa requerer mais esforço para manter distintas as funções, aqui estão algumas sugestões para caminhar sabiamente por tal período:
1. Aconselhe-se primeiro. “… na multidão de conselheiros há segurança.” diz Provérbios 11:14. Por isso, antes de tomar uma decisão desta natureza, procure amigos piedosos para ouvir seus pensamentos e idéias. Muitas vezes nossos amigos podem nos dar compreensão e perspectiva que talvez não teríamos considerado de outra forma. Os pensamentos deles/delas podem nos ajudar a avaliar objetivamente e decidir biblicamente.
2. Reavalie regularmente. Não pressuponha que, porque agora esta é a coisa certa a fazer, sempre será a coisa certa. Marque tempos de quando em quando para avaliar como as coisas estão indo. Está produzindo bons frutos em suas almas, seu casamento e seu papel como pais? Está na hora deste período ter um fim?
3. Simplifique. Não pense que você pode cuidar da casa como antes. Certas coisas terão que ser postas de lado para que você possa focar nas coisas essenciais. Pense em comida e roupa.
4. Vigie seu coração. Se você tiver que dedicar tempo e energia para um trabalho fora da casa, pode ser mais difícil manter o coração voltado para o lar . Este desafio pode ser ainda maior se seu trabalho lhe der realização, recompensas e encorajamento mais imediatos. Nestes casos, você deve ser diligente em manter uma perspectiva bíblica da importância do seu papel na casa, e cultivar seu amor por aquele chamado que Deus considera mais importante.
5. Confie em Deus. Se você e seu marido estão comprometidos com os papéis bíblicos no casamento, e se você acredita que esta é a melhor forma de ajudar seu marido, então você pode ter confiança de que você está glorificando a Deus. Não se compare com outras mulheres que talvez possam ficar em casa tempo integral ou pense que elas estão, de alguma maneira, agradando mais a Deus. Não é verdade! E enquanto este período, seja curto ou longo, certamente apresenta maiores desafios, você pode descansar segura de que Deus proverá toda a graça que você precisa para andar nas boas obras que Ele preparou para você.
___________________
(1) Esta série foi publicada em 6 artigos no blog “Girl Talk” entre os dias 15/06/09 a 25/06/09
(2) “girltalker” é o termo que a Carolyn Mahaney e suas filhas usam pra si mesmas por causa do nome do blog que elas mantêm: “Girltalk”___________________
*  Este é artigo é a compilação de 2 partes publicadas originalmente no site GirlTalk: parte 5 e parte 6 traduzido e publicado em português no blog Bom Caminho Mulher, re-publicado aqui conforme autorização expressa no próprio site.
** Carolyn Mahaney é dona de casa, esposa de C. J. Mahaney, mãe de quatro filhos e avó de dez netos. Seu esposo lidera um ministério de plantação e fortalecimento de igrejas. Durante os seus mais de 30 anos como esposa de pastor, Carolyn tem falado a mulheres em várias conferências e igrejas. Ela e suas três filhas casadas escrevem sobre o papel da mulher à luz da Bíblia, e sobre outros assuntos relacionados, em um blog diário chamado “Girl Talk” . É autora de vários livros relacionados ao universo feminino, incluindo uma seção no livro Sexo, romance e a glória de Deus, de autoria de seu esposo, também publicado pela Editora Vida.
*** Tradução: Priscila Bernardi Heyse e Ester Bernardi Marafigo

Nenhum comentário: